• Categoria: textos e crônicas.
  • Ela é intensa demais

    22 fevereiro 2018

                                                                          (foto: Pinterest)

    Excesso é sua praia.            

    Essa moça é cheia de exageros – os exageros mais positivos que eu já vi.             

    Ela nunca será a calmaria que você pede, ela é vento forte, é onda que te arrasta.  Não conseguiria ser menos nem que se esforçasse muito. Seu coração não é morno, bate forte e falta saltar pela a boca. Ela é quente. É a chama que muitos procuram.       

    Ela tem coragem. Não teme que os planos falhem, seu único medo é não tentar. Ela dá tiros no escuro, porque sabe que no final mesmo que saia pela a culatra não haverá arrependimentos. Isso é o que ela é.  Mas é claro que hora ou outra os impropérios são resultados na mesma freqüência. Ela até coleciona dias ruins de vez em quando – bem de vez em quando mesmo. Não se permite muito. 

    Já confundiram seus exageros; já tentaram pará-la, afinal ela odeia os joguinhos e provavelmente nunca será um desafio. Ela não vai mentir sobre não estar a fim de sair com você, só pra que tente conquistá-la. Ela não vai visualizar e responder horas depois, só pra provar que não está tão a fim assim de você. Essa moça é inteira – é companhia.             

    Essa mulher não deixa assuntos inacabados para depois, não dá tempo pra procrastinações, ela resolve. É convicta mesmo quando o tempo é de maré ruim. Também chora, fica triste, pensa que as coisas não vão dar certo. Porém ela caminha enquanto espera e não para de primeira. Ela agüenta firme.           
    Ela é o caos e a calmaria na mesma freqüência. É uma festança pra aceitar tão pouco. E só fica com ela quem estiver em festa também, só fica quem está disposto a burlar o sistema. Chega de ser a regra, nessa cidade só cabe quem quer ser exceção. 


    E se eu te pedir pra ficar ?

    01 maio 2017


    As vezes eu paro no meio da noite, no meio de uma música, no meio de uma frase e penso : E se ?

    E se eu estiver em uma daquelas minhas crises bipolares, querendo jogar tudo pro alto, te dizendo besteiras, e falando que já não quero mais viver?
    E se eu acordar naqueles dias carrapatos, em que só quero ficar do lado, te abraçando e recebendo cafuné?
    E se a tpm vier forte, daquelas que eu só choro, faço meus dramas, reclamo de tudo e mudo de humor a cada 5 minutos?
    E se eu der minhas crises de ciúmes, fechar a cara e por um minuto te proibir até de sorrir se não for pra mim?
    E se eu não conseguir controlar o choro, e no meio da noite te ligar só pra pedir um consolo ?
    E se acaso eu acordar num dia mal, desistir de tudo, te pedir pra ir embora e nunca mais me procurar ?

    Só me prometa que não vai embora, porque você sabe que sem sua companhia eu me perco, não controlo meu jeito e mergulho em maus pensamentos. Me prometa que não vai acreditar quando eu disser que não quero mais viver, porque você melhor do que ninguém sabe como eu amo a vida, e as aventuras, e os riscos que tal me proporciona. Me prometa também que vai rir das minhas crises de ciúmes, porque sabe que eu nem sei fazer cara de brava, e que esses surtos não duram nem 1 dia. Não esqueça de prometer que não vai enjoar de mim, e vai permitir que eu faça do teu colo o meu abrigo. Nos dias de choro, será o meu porto seguro e só com a tua presença vai colocar um sorriso no meu rosto. Me prometa meu amor, me prometa! Porque eu não consigo ao menos pensar em perder todo esse amor. Faça isso porque por mais que as dificuldades sejam constantes, contigo eu não penso nisso nem por um instante. Só me prometa porque eu não quero acordar sabendo que não terei o teu bom dia logo cedo.. Aquele bom dia que sempre soa como um "eu te amo"!

    Sei que por muitas vezes faço o tipo "chiclete", que não desgruda e que quer ficar sempre ali, pertinho, juntinho o dia todo. Mas é que quando penso no significado que o teu amor tem na minha vida, consequentemente penso na questão: "E se você não estiver aqui amanhã?". Então me deixe aproveitar cada minuto agarradinha naquilo que tanto quero bem.

    Também sei que tenho os meus momentos "espinhos", no qual nem te quero perto, prefiro a distância, a frieza, o meu canto, o singular. Mas é que quando penso que talvez possa cansar de mim, o meu coração se desespera, entra em pânico e consequentemente surge a questão: "E se você quiser ir embora?". Então me deixe cuidar desse amor da maneira que eu consigo.

    Nunca fui fácil de lidar sei disso, sou bipolar (muitas vezes tripolar), mimada e até mesmo egoísta quando se trata de você. Sei que não é uma tarefa fácil me amar, e que com tanto "e se?" seu coração se cansa de procurar respostas para tal pergunta. Mas é que, mesmo em meio a tantos defeitos, tantos poréns, tantas questões, a pergunta que o meu coração deseja mesmo fazer é:

    E se eu te pedir pra ficar?

    Colaboradora

    Acompanhe o trabalho da Madu nas redes                       INSTAGRAM | FACEBOOK  TWITTER ←

    Com tecnologia do Blogger.
    © Entrando no assunto - 2017 | Todos os direitos reservados.
    Base de: Laís Portal | Personalizado por: Renata Massa | Tecnologia do Blogger.
    imagem-logo