Fatos Sobre Ela

19 março 2017

Foto: Pinterest
O dia era frio, era ventania e era fim de tarde. Bela se encontrava no meio de tudo aquilo. Tinha sorriso no rosto, mas em contrapartida, sem querer, me apresentou a uma tempestade no coração.
Ela era como um labirinto sem fim, do qual todos os dias eu travava batalhas para desvendá-lo. Algumas manhãs eu avançava outras retrocedia. Um dia eu a conquistava no outro machucava seu coração, que por sinal já havia sido quebrado mais vezes do que se podia imaginar. Logo, fui o culpado da sua insônia.

— Perdoe-me Bela. Eu posso ouvir a tristeza em seus batimentos cardíacos, o som que vem de dentro só ressalta o quão insensível sou. Falhei, sim eu falhei na missão de protegê-la de si mesma.

Ela não acreditava mais no amor, dizia que era impossível ele acontecer.  Se apegou tanto, que acabou se afogando em meio a tantas frustrações. Quis ser menor para caber no peito de alguém que jamais a cuidaria, alguém que já havia decidido partir mesmo antes de chegar. Quis acreditar em amores que não a pertencia, acreditou no que seus pais sentiam um pelo o outro, acabou. Acreditou no amor de dois amigos intensamente apaixonados, acabou. Acreditou até no casal que se olhava em meio ao café da manhã na padaria, semanas depois o rapaz entrou de mãos dadas com outra, acabou antes mesmo de começar.

Bela parecia estar desligada do mundo. Não que ela fossem assim desde sempre, mas ultimamente precisará ler no minímo umas 3 vezes o parágrafo daquele romance (e isso não é uma metáfora) pelo o simples fato de não conseguir se concentrar.
Ao seu lado meu coração acelerava e eu sentia como se qualquer pessoa que se aproximasse pudesse ouvi-lo, o que me fazia sentir um pouco aflito.
Que saber moça, para ser honesto você me ajudou a melhorar, me mostrou um mundo do qual vale a pena viver com alguém, um mundo com propósitos e objetivos, do qual outrora não passava de aventuras perigosas, fugacidades momentâneas e pessoas vazias. Você foi a resposta das perguntas que nem eu sabia que tinha.           

— Você ainda não entende, mas eu amo você.

1 comentário:

Com tecnologia do Blogger.
© Entrando no assunto - 2017 | Todos os direitos reservados.
Base de: Laís Portal | Personalizado por: Renata Massa | Tecnologia do Blogger.
imagem-logo